sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

A falta que a falta faz.*

Me faz tanta falta. E ainda que ausente continua aqui, mesmo que isso seja um tanto contraditório.

Às vezes sinto, com uma saudade imensa, seu abraço, seu cheiro, sorriso... Lembro a maneira como alegrava todos a sua volta e como sua presença era necessária, o que me deixava com ciúmes, poxa eles queriam te ‘roubar’ de mim! Mas no fundo sempre soube que ninguém conseguiria. Nunca vão conseguir. Fato!

Ainda me pego esperando você chegar, e quando me dou conta que não virá bate um desespero, uma angustia... Como dói saber que a espera é inútil!

E eu sei que é a grandeza do amor que sempre sentimos que te traz pra perto de mim quando a saudade aperta e as lagrimas vêm, e aí eu durmo e você aparece e eu não quero mais que vá embora, mas sei que preciso deixar que vá. Só te deixo porque sei que quando eu precisar vai voltar. Sempre volta me trazendo paz, alegria e luz.

Nunca vou deixar de olhar pro céu e desejar que esteja bem, nem de pensar que deseja que eu fique bem também.

Você sempre consegue dar um jeito para que a dor fique menor, as lembranças tão grandes fazem com que ela diminua.

Isso é saudade. A mais pura e verdadeira. Aquela que ao contrario do que muitos pensam o tempo não acaba só faz aumentar.

Por isso escrevia, para transformar a tristeza em saudade, a solidão em lembranças. (Paulo Coelho)

* Jay Vaquer.

0 comentários:

Olha aí!

Miss You Too Much Sarah Connor (TRADUÇÃO) HD (Lyrics Video)
Há um ano
Mas de tudo isso, me ficaram coisas tão boas…
Há 2 anos

Últimos Posts