domingo, 14 de fevereiro de 2010

Contratempos do cotidiano.

Eita que a vida prega umas peças bonitas na gente né?

Fim de semana passado fiquei brava por ter combinado de sair com uma amiga e ter levado um bolo, e nesse finde que tinha prometido que se ela não fosse de novo ia ganhar um soco de presente quem acaba dando o bolo sou eu. Pois é, e me achei no direito de não querer que ela ficasse brava, afinal só eu posso fazer birra e ficar de bico como ela mesmo disse. :~

E daí? Pois é, e daí que isso me fez ver como muitas vezes fazemos com as pessoas aquilo que não gostaríamos que fizessem conosco. Na maioria das vezes quando estou prestes a fazer algo do tipo paro e penso, mas em outras acabo agindo sem pensar mesmo e vira uma inhaca, aí o que resta a fazer é assumir as consequências. Ta aí, uma coisa que nunca tive medo, assumir consequências! Cansei de contar as tantas vezes em que agi por impulso e dei um jeito no que viria a seguir. Sei lá, supero mais fácil o ‘tentar e errar’ do que o ‘se eu tivesse feito’.

Resumindo: só faça com o outro aquilo que gostaria que fizessem com você, ou pelo menos tente. E é isso.

Enfim, minha cabeça não anda muito boa e os textos estão uma droga. Beijo!

Pra Juh! Háhá.


0 comentários:

Olha aí!

Miss You Too Much Sarah Connor (TRADUÇÃO) HD (Lyrics Video)
Há um ano
Mas de tudo isso, me ficaram coisas tão boas…
Há 2 anos

Últimos Posts