sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

A falta que a falta faz.*

Me faz tanta falta. E ainda que ausente continua aqui, mesmo que isso seja um tanto contraditório.

Às vezes sinto, com uma saudade imensa, seu abraço, seu cheiro, sorriso... Lembro a maneira como alegrava todos a sua volta e como sua presença era necessária, o que me deixava com ciúmes, poxa eles queriam te ‘roubar’ de mim! Mas no fundo sempre soube que ninguém conseguiria. Nunca vão conseguir. Fato!

Ainda me pego esperando você chegar, e quando me dou conta que não virá bate um desespero, uma angustia... Como dói saber que a espera é inútil!

E eu sei que é a grandeza do amor que sempre sentimos que te traz pra perto de mim quando a saudade aperta e as lagrimas vêm, e aí eu durmo e você aparece e eu não quero mais que vá embora, mas sei que preciso deixar que vá. Só te deixo porque sei que quando eu precisar vai voltar. Sempre volta me trazendo paz, alegria e luz.

Nunca vou deixar de olhar pro céu e desejar que esteja bem, nem de pensar que deseja que eu fique bem também.

Você sempre consegue dar um jeito para que a dor fique menor, as lembranças tão grandes fazem com que ela diminua.

Isso é saudade. A mais pura e verdadeira. Aquela que ao contrario do que muitos pensam o tempo não acaba só faz aumentar.

Por isso escrevia, para transformar a tristeza em saudade, a solidão em lembranças. (Paulo Coelho)

* Jay Vaquer.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Pablo Neruda.

"É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.
É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,
Não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos
Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,
Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,
Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,
Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se
desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,
Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,
Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,
Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual."




quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Pequenas grandes lembranças.

Shopping, 20 minutos, gramado, árvore, balão, borboleta, zoológico. O seu sorriso. Meleca de sorvete, picolé de melancia. Lua, amuleto, pulseiras, mão na mão. 20:30. Frio só de um lado, frio na barriga. Chuva. Sol no fim da tarde. Muro vermelho, abraço de urso, dancinhas bestas, adivinhas, inventar apelidos. Avenida Paraná, fones de ouvido, ônibus. Rir e chorar ao mesmo tempo, olhar de lado. ‘ Pipa’. Cheiro bom, andar, andar e andar. Mensagens e telefonemas de madrugada, cartas, toques. Olhar pra você. Fugir, sair correndo. Não fazer nada, querer fazer tudo ao mesmo tempo. Jogar o celular longe, não desgrudar dele. Esperar. Se entregar com um olhar. Balançar a perna sem parar. Não dormir nada. Dormir e sonhar. Sonhar com você. Sentir saudades. Frio na barriga, pernas bambas. Segredo. Ter muita coragem, ter muito medo. Pensar, pensar, pensar. Não pensar em nada. Tabironga, Poder GTDB, estranha, Katrina, olhos de Capitu, dona flor, Luna. Mesma música de novo, de novo e de novo. Rádio. Três anos. Melhor parte de mim.

Nem metade das tantas coisas que me trazem lembranças boas. Podem parecer pequenas mas têm um significado enorme. ;)

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

O que você precisa (ou não) saber.

1. Amo livros da Danielle Steel;


2. Mc Flurry Suflair é meu sorvete preferido;

3. Fico muito chata se durmo de tarde;

4. Detesto pessoas sem senso de humor;

5. Não sei dançar;

6. Odeio que me chamem de gata, gostosa, delicia, querida e coisas do tipo;

7. Tenho pavor de ratos;

8. Escrevo sobre coisas 'importantes' que acontecem para lembrar de todos
os detalhes e pra tentar reviver o momento toda vez que leio, e daí se é bem
idiota?;

9. Falo e dou risada sem parar quando fico nervosa;

10. Detesto quando não me abraçam direito. --'

Tá achando que contei tudo? De jeito nenhum! háhá :x


domingo, 14 de fevereiro de 2010

Contratempos do cotidiano.

Eita que a vida prega umas peças bonitas na gente né?

Fim de semana passado fiquei brava por ter combinado de sair com uma amiga e ter levado um bolo, e nesse finde que tinha prometido que se ela não fosse de novo ia ganhar um soco de presente quem acaba dando o bolo sou eu. Pois é, e me achei no direito de não querer que ela ficasse brava, afinal só eu posso fazer birra e ficar de bico como ela mesmo disse. :~

E daí? Pois é, e daí que isso me fez ver como muitas vezes fazemos com as pessoas aquilo que não gostaríamos que fizessem conosco. Na maioria das vezes quando estou prestes a fazer algo do tipo paro e penso, mas em outras acabo agindo sem pensar mesmo e vira uma inhaca, aí o que resta a fazer é assumir as consequências. Ta aí, uma coisa que nunca tive medo, assumir consequências! Cansei de contar as tantas vezes em que agi por impulso e dei um jeito no que viria a seguir. Sei lá, supero mais fácil o ‘tentar e errar’ do que o ‘se eu tivesse feito’.

Resumindo: só faça com o outro aquilo que gostaria que fizessem com você, ou pelo menos tente. E é isso.

Enfim, minha cabeça não anda muito boa e os textos estão uma droga. Beijo!

Pra Juh! Háhá.


sábado, 13 de fevereiro de 2010

Histeria carnaval.

Não, não e não. Definitivamente não sei aproveitar o carnaval.
Só vou porque sou 'arrastada' pelas amigas (mentira :x). SDPAOKSDPOK
Tá, admito... o problema é meu humor que tá horrível
hoje. --' Talvez melhore mais tarde na 'folia'. háhá
Nem sei mais o que ia escrever então fim. :B




E quem me vê apanhando da vida duvida que eu vá revidar
Tô me guardando pra quando o carnaval chegar
Eu vejo a barra do dia surgindo, pedindo pra gente cantar
Tô me guardando pra quando o carnaval chegar
Eu tenho tanta alegria, adiada, abafada, quem dera gritar
Tô me guardando pra quando o carnaval chegar

(Chico Buarque)

É isso que o tédio faz com uma pessoa. ;~

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Não leia.

De repente me senti inundada por uma saudade gostosa misturada ao amor que é difícil de não falar ou lembrar.

Têm lembranças que nada nem mesmo o tempo pode apagar, como a primeira vez que ouvi o som da sua voz e vi seu sorriso, e pensei: “Nossa ele existe mesmo!” O.o

O começo ‘errado’ e o primeiro beijo que fez com que tudo se acertasse. Aquele fim de tarde, a grama, o sol sumindo em meio a lágrimas e sorrisos. Suas piadas sem graça que ainda assim me faziam rir. As vezes em que tudo parecia dar errado e você, só você conseguia me animar, ou quando eu fazia tempestade em copo d’água e você ria do meu exagero, o que me deixava mais brava ainda. Sua sinceridade e a maneira de sempre querer que tudo desse certo e do seu jeito, tudo premeditado enquanto eu queria mais é deixar acontecer, arriscar. As vezes em que você falava tudo que pensava e eu só ouvia, e isso te deixava “pê” da vida. A oposição e a sintonia, mas o mesmo querer. Os mesmos momentos tão marcantes, tão meus, tão seus, nossos. Só nossos. E que vão ficar guardados, não importa o que aconteça.

Mas eu sinto, mesmo que a esperança seja bem pequena, que muita coisa ainda está por vir, e só poderemos viver realmente se estivermos juntos, nenhuma outra pessoa parece se encaixar para viver comigo tudo que eu espero.

Te sinto tão perto, mesmo longe... Porque é você que me completa, não importa onde eu esteja ou com quem, é em você que penso, é você a pessoa que eu desejo que esteja comigo, sempre, de todas as formas. Não importa de que forma. Só você.

Será que dizer mais uma vez que sinto saudades vai fazer com que você volte?

Pois é, eu sinto.

Tá vendo? Eu avisei! Maior drama mexicano e tudo mais, mas sua curiosidade foi maior...


"Pela primeira vez a realidade da sua ausência falou mais alto que a fantasia de anos a sua espera. E pra te falar ainda mais a verdade, eu acho mesmo que você foi o príncipe que eu esperei a vida inteira. Porque eu te juro, de todas as coisas do mundo, eu só queria olhar pra você. Eu escolheria você. Se me dessem um último pedido, eu escolheria você.”
Tati Bernardi



sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

'Reencontrar' alguém ♪ :p

Estranho como reencontrar algumas pessoas me faz pensar...
Quando é por coincidência acho que só fico feliz e pronto, mas quando posso escolher e decido que sim, quero rever é mais difícil.
Talvez porque eu complique demais ao ficar pensando nos prós e contras.
Por vezes penso que tudo que passou deveria ficar dentro de nós, bem guardadinho, lá no fundo pra não correr o risco de vir a tona. Mas admito que não consigo, minha super capacidade de tentar não perder tempo, oportunidades e fazer o que dá na telha ajuda bastante.
Só sei que ao reencontrá-lo vieram lembranças e sentimentos abstratos que não entendi muito bem no começo, de repente não sabia mais se realmente queria relembrar tudo, não sabia nem se a ferida já havia cicatrizado, faltava a certeza de que tudo que acontecera agora era ‘lenda’. Confesso, fiquei com medo de ter uma “recaída”...
Mas não precisei de muito para acabar com a maldita dúvida. Ao estar frente a frente com alguém que acreditava amar a alguns anos atrás meu coração se comportou, continuou ali quietinho, nem quis pular pra fora! Háhá. Tudo que era pra ser dito foi calado e minutos pareceram horas. Percebi que o calor daquele abraço já nem me aquece mais, o beijo não faz as borboletas voarem e as palavras são só palavras, difíceis de acreditar. Então entendi que esse intervalo de tempo transformou o tudo em nada. A ferida já cicatrizou sim, a confusão se desfez e agora sei quem e o quê realmente quero e preciso.
Nesse encontro quem se reencontrou fui eu.



“O tempo que me abriu os olhos, me fez despertar
ninguém é cego a vida toda podendo enxergar...


quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Existe?

Dia desses ao tentar consolar uma amiga falei pra ela que nem acreditava mais na existência do amor, afinal não dura pra sempre e na minha cabeça deveria durar, só que o pra sempre nem existe, então o amor também não pode existir.

Ela não concordou muito, afinal o que sentimos então por outra pessoa se não é amor? Tentei dizer que é um gostar muito forte, mas acho que nem colou... :/ DSPOKSSPODK No fundo nem eu levei muito a sério essa “teoria”, até porque acho que gostar é pouco pra descrever certas coisas, momentos e sentimentos. Tipo aquele brilho nos olhos só por ouvir o nome da pessoa, as pernas bambas, acordar feliz em plena segunda feira, achar tudo lindo só porque recebeu uma mensagem no celular ou um toque, sentir o coração disparar, parecer adivinhar quando o outro precisa e acreditar vê-lo em todos os rostos na rua, sentir o outro perto mesmo estando longe e todos esses “sintomas”... Ops! Eu sinto isso.

Sim, e sou uma besta mesmo! Falo que o amor nem existe depois faço essa meleca toda... Vai entender! háhá.

Quer saber não disse, mas deveria era ter dito pra ela não deixar de acreditar no amor e nem suas esperanças serem abaladas por minhas palavras pessimistas, porque no fundo quando eu “renego” o amor e o “desinvento” é só da boca pra fora, dentro de mim o coração ainda segue e sempre vai seguir amando, (mesmo que o sempre não exista).

É isso aí loira do meu coração, não desiste não! õ/ POKDSPODS ;x


P.s.: Criatividade em baixa.

Olha aí!

Miss You Too Much Sarah Connor (TRADUÇÃO) HD (Lyrics Video)
Há um ano
Mas de tudo isso, me ficaram coisas tão boas…
Há 2 anos

Últimos Posts