quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Já tá amando?

Ah, mais uma dessas não aguento. Ontem vi de novo algo que me irrita, (''inrrita'', ainda me faz rir :x) e muito: o tal do ''eu te amo banalizado''. Caramba! Como as pessoas conseguem? Em um mês ''amam'' dois, três caras diferentes e  ''pra sempre'', o que é só um detalhe né...
Talvez eu seja muito boba e ingênua mesmo por valorizar isso, quem sabe se agisse como essas pessoas seria mais feliz. Não? É, acho que não mesmo.
E não são meninas de 12, 13 anos não, se fosse ainda relevaria, mas meninas com 18 anos nas costas, eu com essa idade pensava muito diferente, (tá não faz nem um mês que tenho 19, mas enfim). Sente um friozinho na barriga de pura empolgação e pronto acha que é amor e sai espalhando pelos quatro cantos que encontrou o '' amor da vida''. Até o próximo mês. Sim, falo de meninas, porque muitos homens dizem isso a torto e direito também, então ignoro.
Não sei o que é mais visto hoje, se é eu te amo ou os tais coloridos, não que esteja comparando, até porque mesmo que eu não tenha talentonenhumprarelacionamentos e dentro da minha ingenuidade (?) sobre o amor ainda ache que ele é tudo, não posso comparar tudo com nada. Parei, parei. Nem sei mais o que tô escrevendo. Muito brava! kkk' 
O fato é que eu ainda acredito no amor, mesmo sem entender por que as vezes ele machuca tanto, acredito e confio, enquanto certas pessoas tratam com tanta banalidade, como se fosse ''oi''. Tem como não se irritar ao ver alguém não valorizando aquilo que pra você tem tanto valor? É, eu sei.
Imagina então pra quem demorou tanto pra falar as tais ''palavras mágicas'' porque não tinha certeza... Se hoje tenho? Não, não mesmo. E justamente por isso ainda é tão difícil, ou talvez, eu prefira me enganar as vezes acreditando que não é amor e ponto. 
Infelizmente não dá pra "medir' o que sentimentos, e algumas pessoas nao se preocupam em se reservar pra algo forte a ponto de sufocar, pra querer dizer isso.
Sei bem, devo ter feito uma tempestade em copo d'água, mas ultimamente quando o assunto é amor, relacionamentos, namoro e derivados fico assim de mau humor. Quem sabe porque sempre acho minha dor a maior do mundo, enquanto outros lidam com ela de forma tão fácil, substituindo pessoas como quem troca de roupa, tão rápido quanto. Dói pensar nisso...
Tá parecendo coisa de gente mal amada né? Sei lá, sempre acreditei que fui amada, se errei esse tempo todo, que seja então. 
Não, não foi um bom texto. E não sou sempre assim, mas é que ando tão cansada de tudo isso. De tanto faz de conta que no final se desfaz e enche a vida de incertezas... Besteira também querer entender tudo que acontece. 
Chega.

Se não sai de ti a explodir

apesar de tudo,

não o faças.

A menos que saia sem perguntar do teu

coração da tua cabeça da tua boca

das tuas entranhas,

não o faças.

[Bukowski]

1 comentários:

carol vasconcelos disse...

pensei que eu fosse a unica que super-valorizasse o amor, mas vi que não tô sozinha nessa. entendo perfeitamente o que tu tá sentindo. realmente indigna ver tanta gente ai jurando amor eterno em tão pouco tempo, sem nem ao menos ter certeza do que sente. simplismente frustrante. ;x

Olha aí!

Miss You Too Much Sarah Connor (TRADUÇÃO) HD (Lyrics Video)
Há um ano
Mas de tudo isso, me ficaram coisas tão boas…
Há 2 anos

Últimos Posts