sexta-feira, 23 de julho de 2010

Tanto em comum.

Por que será que é tão mais fácil escrever sobre a dor do fim, as tristezas, a saudade e todas essas coisas do que sobre o amor?

Talvez porque ele seja mesmo indescritível, a gente só sente e não consegue explicar. Eu por exemplo quando vou falar dele sempre enrolo, escrevo, reescrevo e não sai nada daquilo que eu queria... Agora falar das tristezas e do resto é fácil.

Acho que é uma forma de desabafo mesmo, tu escreve tudo que sente pra tentar se livrar, esvaziar de alguma forma, porque os ouvidos das amigas também merecem um pouco de descanso né?

O que mais vejo passeando por blogs, fóruns de comunidades e tudo mais é isso, 90% de nós mulheres lamentando sobre um amor que foi embora, que acabou, não deu certo. Tentando buscar algum consolo com aquelas que passaram e estão passando pela mesma situação. O ser humano tem muito disso, de sempre buscar ficar perto de seus semelhantes, pra dividir o que tem em comum. Isso é fato.

De repente eu paro e poxa vida! Não vejo homens fazendo isso. É muito, muito raro. E penso no que eles devem achar... Será que pensam que somos todas umas loucas e dramáticas? Ou será que até sentem muito, ficam com a consciência pesada pelo menos um pouquinho e até pensam em se arrepender, mas logo passa? Afinal, eles são fortes, machões, não podem tentar entender um pouco o que se passa pela nossa cabeça e se sensibilizar - convenhamos que não é tarefa fácil, mas enfim.

Percebo também como aquilo que pensamos sentir muda a cada dia, uma hora sentimos raiva do fulano, outra ficamos tristes e bate a saudade, tem ainda aqueles dias em que pensamos, “ah, melhor assim” e nos convencemos que ta tudo bem. Tudo tão inconstante...

Só sei que não deve ser tarefa fácil ter que enfrentar isso sozinha, e agradeço sempre por ter amigos dispostos a ouvir, aconselhar e fazer rir, mãe e pai pra me dar colo, irmãos pra me distrair e todos que fazem parte do meu cotidiano, tentando melhorá-lo e ajudar como podem. De qualquer forma não é fácil, só quem cai e se machuca sabe com dói e como é difícil levantar de novo. O lado bom é que assim você vê quem ta do teu lado pra te amparar e não te deixar cair de novo, ou pra te dar a mão caso sua teimosia fale mais alto.

E a nós meninas que continuamos escrevendo e desabafando que possamos fazer isso sempre, que possamos compartilhar não só esses momentos ruins, mas todos. Principalmente quando tudo passar e nosso coração bater mais forte de novo. Porque eu continuo daqui escrevendo, (ou tentando), pra ver se assim acabo com os males e consiga abrir espaço para a alegria reviver. Tipo apertando o botãozinho que dá restart sabe? ;p

E como diria nosso querido Caio:

"Deus põe teu olho amoroso sobre todos os que já tiveram um amor sem nojo nem medo, e de alguma forma insana esperam a volta dele: que os telefones toquem, que as cartas finalmente cheguem… Sobre todos aqueles que ainda continuam tentando, Deus, derrama teu Sol mais luminoso.”


E que assim seja!

1 comentários:

Garotas estilosas ! disse...

adorei o textoo, adorei o blog ! ;D

Olha aí!

Miss You Too Much Sarah Connor (TRADUÇÃO) HD (Lyrics Video)
Há um ano
Mas de tudo isso, me ficaram coisas tão boas…
Há 2 anos

Últimos Posts