segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Depois do fim, um começo.

Às vezes é necessário que as coisas não sejam do jeitinho que gostaríamos para que possamos acordar. Há tempos ouço que minha vida, dentro de suas bizarrices, poderia ser a inspiração para alguns (muitos) textos. Uau! há há. Sabia que devia fazer algo para atender aos pedidos, mas por onde começar? Eis que surge o tal blog. É verdade que também surgiu a necessidade de manter a mente ocupada durante um período não muito feliz, mas isso vamos deixar para depois.

Não acredito muito em recomeço, as coisas terminam e outras começam, simplesmente não podem recomeçar, porque pra recomeçar tem que acabar, e se acabou só pode começar de novo não é? Acho que é mais ou menos isso. ;p

Então aqui começa uma nova fase, onde quem quiser ler vai ler, quem não quiser sei que vai ler também, nem que seja pra depois dizer que não gostou... Não tem essa de não li e não gostei, tipo no livro da Ruth Rocha sabe? Aquele, “Procurando Firme”, li e reli quando era menor. Falando nisso, onde será que foi parar?! :~

O negócio é que aqui está a primeira postagem, o que já um graande começo, e que se minha impaciência deixar vai dar origem a outras. Imagino que umas mais alegres, outras mais melosas, tristes, outras só pra “encher linguiça” e por aí vai. Mas vou tentar me manter firme e forte aqui.

Agora é só esperar pra ver. Não! Ler. Enfim... :D

- Ah, vá, deixa eu contar. Depois você vê se gosta. Que coisa! Desde que o Osvaldinho inventou essa de “não li e não gostei” você pegou a mesma mania...
- Então tá! Conta logo, vai!


0 comentários:

Olha aí!

Miss You Too Much Sarah Connor (TRADUÇÃO) HD (Lyrics Video)
Há um ano
Mas de tudo isso, me ficaram coisas tão boas…
Há 2 anos

Últimos Posts